© 2015  Em Formação - IBqM - UFRJ

Buscar
  • Laboratório Em Formação

Pós-graduação lato sensu em Ciências Educacionais: nossa história

Atualizado: 23 de Abr de 2019

Cristina Maia e Denise Lannes



No início dos anos 90 não havia ainda a valorização de uma formação docente continuada, como deve ser. Os cursos de pós-graduação numa universidade pública eram poucos e muito concorridos, sonho distante para muitos. As universidades que ofereciam tal formação eram poucas e as vagas tinham número restrito.


Dentre os programas de pós-graduação lato sensu, a maioria estava nas Faculdades de Educação ou oferecidos por grupos que coordenavam licenciaturas. A demanda de professores procurando formação sempre foi grande, no entanto, a luta para encontrar uma vaga e passar na seleção era um obstáculo.

O Instituto de Bioquímica Médica, então Departamento, por iniciativa do professor Leopoldo de Meis, já oferecia um curso de extensão para professores. Conhecido até os dias de hoje como Curso de Férias. Ocorre nos períodos de férias escolares e recebe, desde seu início, professores da Educação Básica e estudantes do Ensino Médio. A vivência intensiva nos laboratórios com cursos curtos e totalmente experimentais, tratando de variados assuntos e descobrindo como aprender é diferente de ensinar, tem ainda a importante função de trazer o professor de volta ao ambiente acadêmico.


A professora Denise Lannes, na época professora da educação básica e estudante de pós-graduação, era uma das coordenadoras dos Cursos de Férias. Observando a grande demanda de professores que procuravam estes cursos e percebendo a importância de mantê-los mais tempo na Universidade, propôs a criação de um Curso lato sensu de Especialização para professores da Educação Básica, com ênfase nas áreas de Ciências da Natureza.


A proposta era inovadora para um departamento de Bioquímica Médica, mas estava bem desenhada nos planos do professor Leopoldo, que deu apoio à proposta, defendendo a importância e o espaço que a Educação deveria ter em qualquer área do conhecimento. Segundo o Prof. Leopoldo de Meis... "como ensinar ciências sem nunca ter feito ciência?". Este era o princípio básico dos Cursos de Férias e o fundamento que levou as professoras Denise Lannes e Lucia Cristina Aguiar, outra professora da educação básica e pós-graduanda do Departamento, a criarem o Curso de Especialização em Ensino de Ciências e Biologia. Hoje denominado Curso de Ciências Educacionais, por valorizar cada vez mais as questões relacionadas ao processo de ensino-aprendizagem, não perdendo de vista a importância da vivência e da experimentação como meio de formação.


O Curso de pós-graduação lato sensu, capitaneado pela professora Denise Lannes desde 1994, foi convertido para a modalidade semipresencial em 2014. Diplomado pela UFRJ, se destaca por uma formação ampla e humanizada, com diálogo constante e acolhimento ao professor. Reconhecidos como centro do processo, os e as docentes recebem a atenção e o suporte necessários para exercer com sucesso sua função.


Infelizmente, nosso curso não recebe mais subvenção das agências de fomento ou de órgãos que mantenham a equipe multidisciplinar. Mas, podendo contar com a estrutura de uma Universidade Pública do porte da UFRJ, temos a possibilidade de oferecer formação com um investimento que se destina a prover uma equipe de profissionais experientes nesta área. Alguns deles, inclusive, com formação inicial neste mesmo curso.


Esperamos poder favorecer a realização de formação continuada, mesmo a profissionais que se encontram distantes fisicamente, dando o apoio necessário para a manutenção de uma vida profissional saudável e de sucesso.




#educação

#latosensu

#especialização

#professores #posgradciênciaseducacionais

#ufrj

57 visualizações